quinta-feira, 27 de maio de 2010

O nosso Portugalito...

Hoje foi um daqueles dias que não devia ter saído da cama (ui, ui, ui!!!). Nada de taradices... Após a sessão matinal de hidroterapia (nome chique do meu duche), o telefone toca e tudo o que estava planeado passa para 3º, 4º e 5º plano. O meu amor num acidente de viação. Ai, foi o tempo de calçar os sapatos e sair porta fora completamente avariada da cabeça. Ambulância, a mota sozinha, as testemunhas à volta e uma senhora dirige-se a mim com um tenha calma. Foi o suficiente para sentir um arrepio gelado e o estomâgo a embrulhar-se de imediato, que se manteve durante o resto do dia. Avaliação feita da situação, e entre nervos e preocupações, os males não eram assim tantos. A zona do acidente encaminhou-nos para o Hospital Garcia da Horta. O tempo de espera foi razoável, mas a política de saúde muito pobrezinha, quer dizer, para pobres é que não é de certeza... Fractura exposta, pontos dados, antibiótico prescrito e volte daqui a 15 dias para uma cirurgia! Interrompa lá a sua vida, o seu trabalho e a devida reabilitação porque agora não temos vaga. E mai nada!!! Vamos lá ouvir uma segunda opinião, porque agora ficar sem um dedo da mão direita não dá muito jeito. Hospital privado, pagamento feito. Sr. Doutor, pode-se esperar 15 dias? Até pode esperar 6 meses... mas, o melhor é ser operado já amanhã. Pois é, a saúde em Portugal está doente e é só para quem pode. Amanhã ficará tudo resolvido (esperamos), contas saldadas e a vida continua (para nós). Nem quero pensar se não pudéssemos... Vergonha das vergonhas um país da Europa deixar os mais desfavorecidos à sorte desta tropa fandanga. E assim se vive neste nosso Portugalito!!!

quarta-feira, 26 de maio de 2010

A família calha-nos...

... os amigos escolhem-se e fazem-se (como disse a minha amiga que percebe mais disto do que eu, que já só tenho neurónio e meio e ultimamente anda meio queimadito)!
Eu continuo a ver o mundo com os meus óculos cor-de-rosa (e não prescindo, nem quero deixar de ser assim). So far, so good e feitas as contas, tenho sido feliz na minha dormência mais ou menos inocente, mais ou menos sonhadora! Claro que os óculos são progressivos (modernices!!!) e às vezes chegam até ao roxo escuro e depois as pessoas não gostam! Pois é! Mas eu também não gosto dessas mesmas pessoas nestas ocasiões. Pessoas que eu deixo ocuparem o meu coração lamechas e que continuamente fazem escurecer os meus óculos sem pedir licença. Pessoas que só existem na minha cabeça sonhadora e pateta. Pessoas que sendo tão próximas não podiam estar mais distantes... do meu mundo cor-de-rosa em que vivo feliz, quando me deixam! Um mundo que só concebo com amor, respeito, consideração, solidariedade, honestidade e muitos outros atributos que quando são atropelados deixam marcas inesquecíveis. Perdoáveis, por ventura, mas inesquecíveis. Ensinamentos de outras gerações que eu teimei em ouvir e dar razão. E que fazem parte de mim, da minha vida, de tudo em que acredito e que não quero passar ao lado só porque é mais fácil, menos incómodo e até mais barato. Sim, porque todos têm um preço, mas saldos é uma época em que não estou à venda! Se algum dia tiver que ceder a um destes princípios que seja por um valor que justifique mudar de país, de identidade e de vida para poder continuar a olhar-me no espelho de manhã e dormir descansada à noite.
Somos o que fazemos e não o que apregoamos. Palavras fáceis e pomposas levadas pelo vento dizem-me muito pouco e estou cansada de enxugar lágrimas e pegar nos mil bocadinhos em que o meu coração foi estilhaçado e voltar a colar sempre com uma esperançazinha que talvez tenha sido a última vez.
Chega! Estou farta! Não sou perfeita e faço, com certeza, muitas coisas que os outros podem não gostar, concordar ou até reprovar. Mas não provoco, agrido, ataco ou prejudico ninguém gratuitamente. Qualquer coisa menos que uma convivência salutar, neste momento, é inaceitável!
E se o preço for elevado, terei que pagar porque paz de espírito, para mim,  é por demais valiosa para ser relegada para segundo plano. Claro que custa virar as costas, bater com a porta e desistir definitivamente mas vivo aqui e vivo agora e é agora que quero ser feliz.
Desta vez encolhi os ombros, da próxima logo se verá...

terça-feira, 25 de maio de 2010

Alô! Alô!...

Um telefonema curioso:

Moi-même: Sim...

Do outro lado: Estás cá?
Moi-même: Sim!

Do outro lado: Quando vais embora?
Moi-même: Próxima semana!

Do outro lado: Quando vens a Lisboa (downtown)?
Moi-même: Não sei... Não tenho carro, está na oficina...

Do outro lado: Quando vieres a Lisboa, vinhas buscar o meu BI e levá-lo à minha mãe porque recebi uma carta da Polícia mas como não estava ninguém em casa, deixaram o aviso. Ela só pode levantar a carta com o meu BI.
Moi-même: Está bem. Quando for a Lisboa, digo qualquer coisa. Mas eu estou sem carro...

Do outro lado: Assim escusava de ir para esses lados, eu estou bueda cansada e só tenho três dias para levantar a carta... Não queria ir para aí de propósito só por isto! Ainda tenho que ver quem vai restituir o dinheiro, porque a multa foi para o banco (leasing do carro) e o banco reencaminhou a carta para a minha morada e debitou 18€...
Moi-même: Restituir o dinheiro???!!!

Do outro lado: Sim, se for um engano, o banco não vai devolver o dinheiro porque prestaram um serviço, e estou para ver se a Polícia vai pagar o que me foi debitado...
Moi-même: Mas já sabes que é um engano?

Do outro lado: Não, mas tenho que estar preparada para o que possa acontecer... É que já me debitaram 18€!
Moi-même: Uma coisa de cada vez! Se não for engano, nem tens que pensar nisso!

Do outro lado: Não... tenho que estar preparada e estou mesmo para ver se eles devolvem o dinheiro!!!
Moi-même: Está bem, se eu for a Lisboa, ligo ou envio sms...

Do outro lado: Pronto, ok. Liguei só para saber de ti. Beijinhos.
Moi-même: !!!??? Beijinhos. Fica bem...


I´m speechless...

segunda-feira, 24 de maio de 2010

A nossa função pública...

... é de bradar aos céus!!! Não a função, não a pública, mas as pessoas que foram formatadas para dizer três palavras e não avançar mais. Pensar??? Raciocínio lógico??? Perspectivar??? Palavrões imensos emitidos pela alienígena que ousa questionar a dita função pública!
Um erro do engenheiro "público" que avaliou a minha casa e a classificou como a casa do vizinho, só pode ser passível de rectificação ao fim de três anos. Deve ser o tempo médio que "a função pública" leva a ir buscar o ficheiro ao arquivo (morto, com certeza). E não podemos fazer mais nada porque o artigo assim o diz!!! Portanto, neste momento, eu e meu vizinho somos proprietários da mesma fracção. Andamos todos ao colo uns dos outros!!!
Para me recompor desta deliciosa incursão nestas fantásticas repartições, decidi ir inaugurar o Dolce Vita Tejo. Pois é, nunca tinha lá ido. Um bocadinho fora de mão, um bocadinho grande e um bocadinho pouco atractivo tinham sido as razões para adiar continuamente a visita. Mas acho que depois do atentado à inteligência (pouca, mas é a que me saiu no código genético) sofrida nas Finanças, uma ida ao shoppén só iria fazer bem. Ver coisas novas, ir desopilar (a carteira!!!).
Não gostei... É feioco... É enorme e impessoal... Fiquei com dores de cabeça... E não havia o meu número do sapato que TINHA que comprar (por motivos profissionais)! Fugi rapidamente. Pus-me a caminho de um shoppén mais pequenino, comprei os sapatitos e voltei à minha routina.
Beijos, beijos... Não sei se volto!

domingo, 23 de maio de 2010

Continua a doer...

A saga continua... as mesmas pessoas continuam a decepcionar continuamente e cada vez mais friamente. Não consigo entender e continua a doer. Se ao menos conseguissem entender que às vezes não há mais do que a esperança e quandos se retira a esperança, resta a dor, o amargo de estar à mercê da boa vontade dos outros (a família, os representantes e responsáveis legais), que há muito se demitiram pelo egoísmo que impera na sociedade moderna. Ainda não desisti mas não sei mais que possa fazer... Aguardo uma inspiração...

sábado, 22 de maio de 2010

Dói dói...

Dói assim um bocadinho quando constatamos, o que já era evidente, que estamos rodeados de pessoas egoístas. Muitas vezes esse egoísmo aparece camuflado de teorias acompanhadas de violinos e corais angélicos. Algumas dessas pessoas são muito próximas. E temos as nossas raízes nessas mesmas pessoas e de repente, são-nos tão estranhas. Nada é comum, nada se relaciona. Sentimos um vazio. Uma tristeza que é cortada com uma frieza e uma amargura. Um misto de decepção e raiva. Uma vontade de virar as costas, e ter as mãos atadas. Precisa-se de uma inspiração renovada para prosseguir. Há-de chegar, espera-se, mais cedo que tarde. Porque a finalidade é nobre e altruísta e porque acreditar é importante. E porque há pessoas que merecem...

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Hoje não é o meu dia...

Acho que hoje tinha sido um dia fantástico para dar um mergulho no mar ainda muito frio e estender o corpinho ao sol para ver se a vitamina D fazia qualquer coisa a este humor de cão. Dormi pouco, acordei cedo, uma hora no trânsito, cheguei oito minutos atrasada, fiquei à espera, fiz o que devia, voltei a fazer o que devia, regressei cansada e recebo mais uma escala pesada... Mereço?

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Foi ontem, foi ontem...

Foi ontem que completei mais uma primavera!!! Não quero festas nem pseudo-celebrações, chavão repetido todos os anos por esta altura (uns dias antes) e depois acabo sempre a correr a montar uma mesa, com respectivo jantar para um número de pessoas... pois o mesmo se repetiu este ano, só para não fugir à regra! Mas ontem entre mil coisas para fazer e mil coisas que podiam acontecer, a viatura decidiu avariar... o que veio abalar (atrasar) os planos todos, mas com muita boa vontade de algumas pessoas conseguiu-se ultrapassar todos as contrariedades e sentar à mesa por volta das 22.00. Mas, mesmo assim, não deixei de repisar a situação algumas vezes... Em primeiro lugar, o carro não devia ter avariado, em segundo lugar, se era mesmo necessário fazer uma birra dessas, poderia ter escolhido o dia anterior ou o dia a seguir, mas NÃO o meu aniversário!!! Porquê? Porquê? Porquê? Como acredito que nada acontece por acaso, questiono-me porque teve que acontecer logo ontem no meio de umas maratonas para apagar todos os fogos. Até me considero uma boa pessoa (excelente, para ser mais precisa, apesar de um feitio algo feroz), portanto não merecedora de tal oferta...
Mas assim foi.... e agora pagar a conta é o próximo passo!!! Mil vezes blhec...

A última fatia...

terça-feira, 18 de maio de 2010

Um bocadinho de cultura...

Hoje dediquei o dia a moi-même... para me despedir de um ano, amanhã serei mais velhota (mas mais sábia, com certeza). E entre comprecas (sim, descobri umas sandaletes muito giraças e confortáveis para o Verão e melhor ainda, baratinhas como tudo, a pior parte foi que comprei umas de cada côr, no total de cinco!!! Ooooopppppssss!!!), uns mimos e uns passeios, acabei o dia no CCB a ver a exposição da Joana Vasconcelos. Gostei muito... especialmente do sapatuncho!!!

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Ai, a idade, a idade...

Pois é, mais um ano passado.. quase a completar mais uma primavera (qualquer dia chamam-lhe ou chamo-lhe outono, com certeza). É que a memória começa a trair (infidelidades, vá-se lá saber porquê!!!)... Esquecimentos constantes, brancas regulares e a patetice de já não conseguir dormir aqueles sonos perdidos e longos que me eram tão conhecidos!!!
Agora, agora é fazer post-its e espalhá-los por todo o lado para não me esquecer de qualquer coisa importante... é acordar às 06.00 da manhã e não conseguir dormir mais... é olhar para o número que vai ocupar o centro do bolo e não acreditar que já passou este tempo todo. Mas passou... passou foi a correr (ou a voar)!!!
Mas...  so far, sooooo good!!!

domingo, 16 de maio de 2010

Sozinha em casa...

Que delícia ter a casa só para mim... Após um fim-de-semana  repleto de encontros familiares e celebrações atrasadas de aniversários, eis que consigo ter o meu tempo. Meu, meu e só meu!!! Hum... O meu ritmo (1 hora a falar ao telefone com uma amiga), a minha vontade (arrumar metade das coisas e deixar a outra metade para quando bem me apetecer), a minha escolha gourmet do dia (sopa de tomate com mangericão, ovo e croutons)... e agora zapping na TV e escolher as lamechices sem ter que ouvir reclamações. O meu tempo!!! Só meu...

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Compras internéticas...

Para quem é fã da Abercrombie & Fitch (eu sou e muito!!!) e não se pode dar ao luxo de ir aos States para fazer umas comprecas:

www.abercrombieandfitchusa.com

E com descontos!

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Ser elegante é...

Não é com certeza, vestir roupa exclusiva ou ter acesso ao último grito do luxo do momento!
Fico tão triste quando vejo (ou melhor, ouço) pessoas de quem gosto, que ocupam espaço no meu coração, serem aspirantes a alguém que vem de algures e depois o verniz estala ou, muitas vezes, nem está lá...
Assumirem que têm direito a tudo e mais um par de botas, ocuparem espaço no mundo gratuitamente e atirarem com uma pedra ao primeiro que ousar abrir a boca para contrariar. É a falta de humildade e o abuso da arrogância. A frieza das palavras e o descontentamento do coração. A dificuldade de oferecer um sorriso e de mostrar afectos. É a inveja permanente e o egoísmo exacerbado. É o exagero das acções e a pobreza dos pensamentos. É não saber amar, rir ou sonhar. É a incapacidade de ser feliz. É tão triste que hoje fiquei eu triste ao ver/ouvir essa deselegância falar mais alto...

terça-feira, 11 de maio de 2010

O vulcão e a menina...

E o vulcão que nunca mais adormece outra vez???!!! Por enquanto ainda não perturbou a minha vidinha... Eu, que até tenho a mania de andar aos pulinhos de um lado para o outro, hoje receio o meu regresso a Lisboa... Alguns voos cancelados, atrasos, bagagem perdida... Depois de cinco semanas a trabalhar que nem uma moura, apetecia-me chegar a casa sem mais aventuras... Um bocadinho de routina, para variar!!! Oh vulcão Eyjafjallajokull, vai lá fazer um ó-ó, para a menina (que tem a mania que vive num pedestal de papel) poder ir para casa sem mais demoras... parece que o papa já aterrou!!!

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Mau feitio...

Hoje desceu em mim o maldito do mau feitio. Ele mora cá há tantos anos quanto eu, portanto igualdade de direitos, mas de vez em quando hiberna transformando-me na excelente pessoa que aparento ser... Mas hoje, hoje decidiu dar um ar da sua graça estival. Está maluco como o tempo. Mas o tempo aqui por estas bandas até se portou mais  ou menos e deixou-me passar dois dias inteirinhos à sombra do coqueiro (iupiiii). Mas estava eu a falar do meu feitio, assim tipo rebelde! Ele não tem a culpa todinha, todinha. Tem o desconto de a tolerância ser inversamente proporcional ao cansaço e eu estava muuuuuuiiiiiito cansadinha. Pronto, lá disparatei com o gajo incompetente (sim, mesmo, mesmo incompetente) que acordou-me das minhas parcas horas de sono (só duas) a que tinha direito para jogar ao Quem Quer Ser Milionário de Química!!!
Moi-même - Hello! (ao telefone)
Gajo super incompetente - E água em spray? (daquelas para borrifar a cara...que eu tinha encomendado)
Moi-même - Sim...
Gajo super incompetente - Não há...
Moi-même - Ok. Não há problema. Obrigada!
Gajo super incompetente - E H2O em spray?
Moi-même - O quê?
Gajo super incompetente - Então? E H2O em spray?
Moi-même - Então o quê?
Gajo super incompetente - Então?
Moi-même - Não estou a perceber...
Gajo super incompetente - H2O em spray também não há!
Moi-même - ???!!!! (Fuck you - pensei eu!!!)

Pronto, este milagre da natureza deixou-me dormir 30 minutos!!! O pior veio a seguir...

domingo, 9 de maio de 2010

Nós somos o que fazemos...


E a censura...

Caraças dos chineses... não tenho nada contra eles, nem só racista, aliás adoro conhecer novas culturas e interagir, etc, etc, etc..., mas devido à censura que existe por esse tão vasto país, cortaram-me o pio, ou seja, qual blog, qual Hi5, Facebook e outros. Nada, nem a Sic-online para ver as notícias!!! Fiquei mesmo atravessada... deu-me para disparatar com quem me apareceu à frente com mais incompetências na lista!!!

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Medidas drásticas...

E agora que o Verão está à porta, milagres para a celulite? Hã?
Nada que envolva ginásios ou outras medidas drásticas... a vida é bela!!!

terça-feira, 4 de maio de 2010

Opostos atraem-se...

Os opostos devem atrair-se... é a explicação que encontro para esta fusão intercontinental de culturas! Os japoneses são organizados, metódicos, comedidos, calmos, fazem tudo em tamanho mini e micro... Os americanos são confusos, caóticos, exagerados, barulhentos, e tudo vem em tamanho XL e XXL... No entanto em Tokyo, tropeçamos constantemente em americanos e New York é um destino popular para os japoneses! Ainda entendo os japoneses que conseguem fazer férias e compras ao preço da uva, já os americanos em Tokyo... pagam caro!!! Deve ser uma questão de Física!

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Foi muito bom...

Hoje tive um dia muito giro... um dia de trabalho levezinho, mas muito eficaz!!! Saí com dois colegas meus (machos) para fazermos umas compras (para carregarem os sacos, óbvio!). Apresentei-lhes um chef (J.B.) muito especial, comprámos tudo o que era necessário, sentámo-nos na esplanada para descansar as pernas e a cabeça e deliciámo-nos com o melhor sushi do mundo! Acho até que exagerámos nas quantidades... de sushi e de sake!!!

domingo, 2 de maio de 2010

Ena...

Ena, ou como diz o meu miguinho A., rena (quando uma coisa é realmente fantástica ou fora do normal!!!). Finalmente consegui ver o Mamma Mia e vi logo duas vezes, para compensar o atraso. Mas parece que este filme serviu para um grupo de actores se divertirem um bocadinho à séria!!! É um filme levezinho, vê-se facilmente e não chateia. Vi a primeira vez porque nunca tinha visto, e vi a segunda porque não tinha mesmo mais nada para fazer e os outros filmes diponíveis não chamaram por mim. Na segunda sessão, não cheguei bem a ver o filme, ouvi as músicas e passei os olhos pelo écran de vez em quando. Mas é sempre bom recordar os ABBA!!! Mamma Mia, here I go again... My, my...