sexta-feira, 12 de abril de 2013

Não se faz...

Já li a receita de fio a pavio e já estou com picos para a experimentar.
Ai Maio, Maio e os seus infinitos aniversários.
Uma pessoa (eu) resiste (de forma hercúlea) a este prazer. Olha para o outro lado e assobia para o ar quando os destinos de cruzam. Faz-se de sostra quando se fala em doces conventuais (p... das freiras, não podiam ter escolhido outro hobby?!), não procura nem faz qualquer tipo de doce que os inclua (apesar de ultimamente ser a pasteleira-mor) e depois um amigo lika um post do amigo de um amigo de um pecador sádico que decidiu prantar a receita no Facebook sem pedir licença. Uma pessoa (eu) sem ter nada a ver com os três primeiros intervenientes tem que domesticar tamanhos ímpetos pouco saudáveis. Acho mal. Acho muito mal. Especialmente agora que o S. Pedro decidiu dar tréguas e já se vislumbra a praia ao longe.

3 comentários:

sintologoexisto disse...

Como sou simpático, vou zipar uma caixa de ovos moles, anexar, e enviar por e-mail.

Papoila Bem Me Quer disse...

Como os ovos vinham zipados (versão light/diet) o efeito não seria tão nocivo, mas receber duas caixas de ovos moles no mesmo dia... é um bocadinho too much! Onde está a passadeira?

sintologoexisto disse...

Não chegou? Se calhar... passou-se!